Doenças e Procedimentos

Refluxo

A doença do refluxo gastroesofágico (ou simplesmente “refluxo”) atinge mais de 20 milhões de brasileiros e pode levar a sintomas que atrapalham o dia-a-dia do paciente e complicações graves como câncer de esôfago.

O atendimento de pacientes com suspeita de refluxo é voltado para entender o impacto dos sintomas na qualidade de vida do paciente, investigar se eles de fato estão associados a refluxo, o risco de complicações e com isso decidir qual o tratamento mais eficaz.

Esteatose hepática

Também conhecida como “gordura no fígado”, a esteatose é atualmente a doença crônica mais comum do fígado. Na maior parte das vezes, a esteatose não gera sintomas, mas apesar disso pode levar a complicações graves como cirrose e câncer de fígado.

O atendimento de pacientes com esteatose é voltado para determinar as causas da doença, avaliar o risco de progressão para cirrose e câncer de fígado através de diversos exames, decidir se é necessária biópsia do fígado e identificar o melhor tratamento para cada paciente.

Hepatites

As hepatites são quadros de inflamação do fígado que podem levar a alteração do seu funcionamento e, em alguns casos, evolução para cirrose e câncer de fígado. Podem ser causadas por vírus (como aqueles da hepatite B e C), medicamentos, gordura no fígado ou por anticorpos do próprio organismo ("hepatite autoimune").


O atendimento do paciente com hepatite é voltado para identificar e tratar a causa, avaliar a sua gravidade e a necessidade de medidas como biópsia hepática, internação hospitalar ou mesmo transplante de fígado.

Gastrite

É a inflamação do estômago e seus principais sintomas são dor ou queimação na parte superior do abdome e sensação de estômago muito cheio após a refeição.


O atendimento de pacientes com gastrite é voltado para descobrir suas causas (principalmente infecção por uma bactéria chamada H. Pylori e uso de anti-inflamatórios), avaliar a presença de doenças mais graves como úlceras e câncer de estômago e decidir o melhor tratamento.

Pancreatites

Trata-se da inflamação do pâncreas e pode ocorrer por diversas causas, sendo as principais a ingestão de bebidas alcoólica, pedra na vesícula e uso de medicamentos.


O atendimento de pacientes com pancreatite é voltado para descobrir e tratar sua causa, avaliar a gravidade e a necessidade de realização de procedimentos avançados em casos mais graves, como a drenagem de líquido ou coleções com infecção através de cirurgia ou endoscopia (ecoendoscopia).

Cistos e Nódulos do Pâncreas

O aparecimento de cistos e nódulos no pâncreas tem sido cada vez mais comum. Algumas dessas lesões são benignas e não precisam de tratamento, porém outras apresentam risco de câncer e devem ser operadas.


O atendimento de pacientes com cistos e nódulos do pâncreas tem como objetivo descobrir o tipo de lesão, o risco de evolução para câncer e a melhora maneira de fazer o seguimento ou a cirurgia se necessário. Muitas vezes o uso de um procedimento avançado chamado ecoendoscopia é de grande ajuda nessa avaliação.

Síndrome do Intestino Irritável

síndrome do intestino irritável é uma doença que acomete 10 a 15% da população mundial. É caracterizada por sintomas crônicos de dor e desconforto abdominal acompanhados por alteração do funcionamento do intestino. Alguns pacientes apresentam diarreia, outros intestino preso e há aqueles que alternam períodos de diarreia e intestino preso.


O atendimento de pacientes com suspeita de síndrome do intestino irritável é voltado para a investigação de outras causas mais graves de dor abdominal e alteração do intestino (como doença celíaca, doença inflamatória intestinal e câncer) e controle dos sintomas que incomodam o paciente.

Doenças Inflamatórias do Intestino

As duas principais doenças inflamatórias do intestino são a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Os principais sintomas são diarreia (em especial com muco e sangue), dor abdominal e perda de peso. Sua gravidade é variável, indo desde casos leves e facilmente controláveis até quadros de complicações com necessidade de internação e cirurgias.


O atendimento de pacientes com doença inflamatória intestinal é voltado para descobrir seu tipo (doença de Crohn ou retocolite ulcerativa), avaliar sua gravidade e decidir o melhor tratamento para controle da doença e prevenção de complicações.

Ajuda? Chat via WhatsApp